Quinta-Feira, 02 de Novembro de 2017, 17h:30

Tamanho do texto A - A+

Sem acordo com Emanuel, Pedro Taques pede desapropriação de imóvel da SEC

Por: CAMILLA ZENI

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) notificou a Prefeitura de Cuiabá sobre o pedido de desapropriação do imóvel onde está instalada a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), na Avenida Lava Pés, bairro Duque de Caxia, em Cuiabá. A medida foi tomada pelo governador Pedro Taques (PSDB), que não chegou em um acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB).

 

Reprodução

secretaria cultura fachada

 

A desapropriação do imóvel tem sido embate entre o Executivo Estadual e Municipal desde julho, quando o prefeito requereu a desocupação do espaço. Na época, a prefeitura havia recém criado a Secretaria Extraordinária Cuiabá 300 anos (Sec 300), alegou que precisava do espaço para sediá-la, assim como outros departamentos administrativos, e deu prazo de 15 dias para que o governo deixasse o local. As negociações, no entanto, não prosperaram.

 

De acordo com o governo do estado, a sede da SEC já está integrado à cultura mato-grossense, que carecia de espaço. “A SEC recebeu notificação para que desocupasse o imóvel. Foi argumentado que o imóvel não é apenas a sede de uma repartição pública, mas também tem, na parte de baixo, uma galeria de artes para exposições. Tem um caráter de difusão da cultura”, destacou o procurador geral do Estado, Rogério Gallo, na manhã desta quarta-feira (1).

 

O governo ocupa o espaço há mais de 10 anos e chegou a utilizá-lo como sede da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa). À época, o local passou por melhorias e, mais recentemente, um novo investimento, que supera R$1,5 milhão, foi feito para a galeria.

 

Com a falta de acordo, o governo emitiu o decreto 1.251, determinando a desapropriação do espaço. A Secretaria de Estado de Cidades (Secid) ainda vai tentar diálogo com o Executivo municipal, a fim de evitar judicialização. No entanto, casa não haja acordo, o estado deverá acionar a Justiça.

 

O procurador Rogério Galli destacou que ainda não há valores para a indenização à Prefeitura. Uma avaliação será feita por técnicos e será descontado o valor do investimento realizado pelo governo.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




1 Comentários

Carlos Nunes - 03/11/2017

Enquanto isso...puxa vida, o prédio no Centrão da cidade, ao lado do Cine Teatro Cuiabá, na esquina entre a Avenida Getúlio Vargas e a Joaquim Murtinho, tá abandonado. Era lá que funcionava a SEC...Aí, não entendi bulhufas esse imbróglio todo: quer dizer que o Estado abandona um imóvel e toma outro do município? Há 10 anos o Estado apossou do imóvel, fez as reformas que quis...será que pediu permissão pro prefeito? Ou o prefeito é mera figura decorativa? Tem alguma coisa errada nessa estória toda.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA