Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h:25

Tamanho do texto A - A+

Unidade de Pronto Atendimento do Ipase está interditada por suspeita de paciente estar com vírus H1N1

Por: JESSICA BACHEGA

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase, em Várzea Grande, está interditada desde a manhã desta terça-feira (17) e os atendimentos devem ser retomados ainda nesta manhã. A medida foi tomada após a suspeita de que um paciente atendido na unidade estaria contaminado com a gripe H1N1, também conhecida como Gripe Suina. 

 

Assessoria

UPa IPASe

 

Um exame realizado no paciente constatou a pneumonia severa, porém a gripe suína não está descartada. Detectada a suspeita, o local foi isolado e três pessoas que tiveram contato direto com o doente estão sob observação. Outros servidores que foram vacinados no ano passado contra o vírus dessa gripe tiveram que deixar o local, mas seguem sendo monitorados.

 

Devido ser uma doença altamente contagiosa, a UPA não está recebendo novos pacientes, uma vez que somente de dividir espaço com o doente a pessoa saudável pode ser contaminada.

 

Segundo a assessoria da Prefeitura de Várzea Grande, o paciente será transferido para área de isolamento no Pronto Socorro da cidade para que seja submetida aos exames necessários. Após a remoção, a UPA passará por assepsia para que possa receber novos pacientes.

 

A doença é transmitida pelo vírus Influenza A H1N1, uma alteração do vírus da gripe, porém mais forte. Os sintomas também são semelhantes aos da gripe comum, só que ainda mais intensos. Caso o tratamento não seja feito logo no início do contágio, o doente pode morrer.

 

A contaminação pode ocorrer através do contato de objetos contaminados, gotículas respiratórias no ar e contato com a saliva de alguém que esteja com o vírus.

Leia mais sobre este assunto