Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 16h00
ENQUETE
Cuiabanos criticam investimento em Estação e reclamam do transporte público

JESSICA BACHEGA

Usuários do transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande estão insatisfeitos com o aumento da tarifa de ônibus e o investimento de mais de R$ 1 milhão na Estação Alencastro em detrimento dos demais pontos e dos ônibus que circulam nas duas cidades. Tido como o marco do desenvolvimento do sistema de transporte público na Capital, a Estação não é funcional na opinião de alguns cuiabanos.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

entrevistado sobre a estação alencastro

 Carlos Alexandre mora no Ribeirão do Lipa

A reportagem do Hipernotícias saiu às ruas e ouviu algumas pessoas na região da Praça Alencastro. O descontentamento é predominante entre os entrevistados.

 

“Eu lembro que no terminal da Bispo não cabia ninguém. Esse aqui que não vai caber mesmo, que é menor ainda. Tanto dinheiro investido aqui e no meu bairro não tem nem ponto de ônibus. A gente fica no relento”, disse Carlos Alexandre que mora no bairro Ribeirão do Lipa e precisa de  dois ônibus para chegar ao centro da cidade. “Isso para mim é para maquiar a cidade. Os ônibus são umas latas velhas e a passagem só sobe. Por que não investiu nos outros pontos também?”, frisa.

 

Enquanto a equipe realizava a enquete, foi abordada por um senhor indignado que questionou: “Vocês são repórteres? Então fala para o prefeito que está tudo ruim”.

 

Werner Silveira é aposentado e não paga mais para usar o transporte público, porém por muito tempo usou o transporte coletivo e desembolsava dinheiro por isso. Ele é morador do bairro Ponte Nova, em Várzea Grande, e se desloca duas vezes por semana até o Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCan), em Cuiabá, onde faz acompanhamento. São quatro ônibus por dia para chegar até a unidade de saúde.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

entrevistado sobre a estação alencastro

 O engenheiro Maverie Brás

“É um absurdo cobrar esse valor de passagem. Acho que eles deveriam subir a tarifa só quando fossem feitos mais pontos de ônibus e melhorasse a qualidade do transporte. Se fosse bom eu pagava o que fosse, mas é muito ruim. Agora construíram a Estação com todo esse dinheiro e não tem nem ponto no meu bairro”, reclama o idoso de 67 anos enquanto espera seu ônibus. 

 

A tarifa de ônibus subiu de R$ 3,60 para R$ 3,85 em Cuiabá, na semana passada. 

 

Outras pessoas são mais compreensivas com a situação, como a Vilma Correa, que mora no Araés e Benedita Flávia, residente do Paiaguás. Ambas gostaram da Estação, mas reclamam da situação do transporte nos bairros. 

 

Elas dizem que o local é confortável com ar-condicionado, banco e água, mas que no bairro em que moram os ônibus que perfazem a linha não tem ar-condicionado e o wifi indicado nos veículos não funciona. Além disso, afirmam que os ônibus demoram muito para passar.

 

O engenheiro eletricista aposentado Maverie Brás todos os dias faz exercício na região do centro da cidade. Morador do Dom Aquino, ele caminha até a Praça Alencastro, onde fica por alguns minutos todas as manhãs. “É muito dinheiro investido aí. Aparentemente a estrutura não justifica R$ 1 milhão. Não sei da funcionalidade, mas vamos ver a manutenção desses defeitos apontados e como a Estação estará daqui uns dois anos”, afirma o engenheiro.

 

A estação é um espaço fechado e climatizado com 76 assentos e capacidade para abrigar aproximadamente 800 pessoas em circulação.

 

Toda obra foi orçada em R$ 637 mil (parte física) mais R$ 587 mil gastos na instalação dos 150 equipamentos fotovoltaicos (placas solares), ar-condicionado e portas de automação. O custo total do terminal ficou em R$ 1 milhão 224 mil, recurso oriundo do Fundo Municipal de Trânsito. 

 

Dois dias depois de inaugurada, a Estação Alencastro apresentou problemas estruturais, como goteiras e infiltração. 

 

Leia também

Recém inaugurada, Estação Alencastro apresenta goteiras e infiltração

Pinheiro diz que Estação Alencastro marca a revolução do transporte público da Capital

Indicadores apontam que mais de 55% da população aprova atendimento dos motoristas do transporte público

 

 


Fonte: HiperNotícias
Visite o website: http://hipernoticia.com.br