Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h:01

Tamanho do texto A - A+

Investigador baleado em sequestro de empresária deixa o hospital após 55 dias

Por: DA REDAÇÃO

Aplaudido por dezenas de colegas policiais e amigos, o investigador Sidney Ribeiro dos Santos, deixou o hospital na manhã deste sábado (13.01), após ficar 55 dias internado. O policial foi baleado durante as buscas pelos criminosos que sequestraram a empresária Milene Falcão Eubank, no final da tarde de 17 de novembro de 2017.

 

Reprodução

SIdney

 

O policial ficou em coma induzido no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá e depois foi transferido para o Hospital São Benedito, onde permaneceu internado até receber alta médica neste sábado. Ele foi para casa acompanhado da mulher.  

 

Visivelmente emocionado, Sidney mandou mensagem aos colegas de trabalho. "Quero agradecer muito a todos que me ajudaram, a todos os parceiros que colaboraram comigo", disse finalizando com uma expressão usada pelos policiais que trabalham na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva).

 

O delegado titular da Derrfva, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, acompanhado de policiais da unidade, esteve no hospital acompanhando a saída do investigador. "O estado dele é ótimo, tanto que teve alta. Agora é continuar a fisioterapia. Está com movimento nas duas pernas e braços. Agora é fazer fisioterapia para recuperar totalmente os movimentos", declarou.

 

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, assim como o delegado Diogo Santana, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), estiveram no hospital para prestigiar  o investigador.

 

O investigador de polícia, Sidney Ribeiro dos Santos, tem 40 anos e está lotado na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA). Ele foi baleado durante perseguição a três integrantes do grupo criminoso do sequestro da empresária, em um matagal na região do Ouro Fino, quando aconteceu a troca de tiros e foi atingido.

 

O policial usava colete balístico, porém, foi atingido no rosto. Na perseguição, um dos criminosos foi preso e os outros dois conseguiram fugir do cerco policial.

 

 

Na ocasião, o investigador foi levado ao Pronto Socorro de Cuiabá, onde passou por cirurgia. O projétil foi retirado e atingiu a medula óssea do policial. Foi providenciado um colar cervical para o investigador e quando estava em condições foi transferido ao Hospital São Benedito.

 

Vídeo

 

Avalie esta matéria: Gostei +12 | Não gostei