Sexta-Feira, 05 de Janeiro de 2018, 11h:30

Tamanho do texto A - A+

Polícia Civil não tem informações sobre executores de chacina que vitimou cinco

Por: REDAÇÃO

A Polícia Civil de Sinop (distante 503km de Cuiabá), ainda não tem informações concretas sobre o que pode ter levado à chacina que resultou em cinco mortes na madrugada de quinta-feira (4). Foram executadas quatro homens e uma jovem de 18 anos. Todos foram assassinados com tiros na cabeça e apenas duas cápsulas de pistola forma encontradas na casa. Por enquanto, ninguém foi preso ou identificado no crime. 

 

Diogo Oliveira - Só Notícias

perícia polícia civil sinop

 

Segundo a assessoria da Polícia Civil, o delegado Carlos Eduardo Muniz, responsável pelas investigações, não descarta qualquer possibilidade de motivação do crime, porém a tese mais provável é de um possível acerto de contas, já que o local do crime é uma boca de fumo. Segundo o relatório do caso, dois homens chegaram em uma moto, entraram na casa e mataram todos. O crime teria demorado menos de um minuto, entre a chegada e a saída dos atiradores. 

 

Os corpos de Valdeci Ribeiro, 54 anos e dos dois filhos dele, Emerson da Silva Ribeiro, 17 anos, Anderson Silva Ribeiro, de 15 anos, estão sendo velados no memorial da funerária Luz e Vida, na avenida das Embaúbas, em Sinop. Os sepultamentos estão previstos para a tarde desta sexta-feira junto com os corpos de Renival Bento Lima de Jesus, 51 anos e Aline Caetano de Oliveira, 18 anos. 

 

Ao site Só Notícias, de Sinop, a perita criminal, Nayane Barbosa Lanziere, afirmou que as vítimas foram executadas com tiros na cabeça. “Havia quatro corpos na sala e o da jovem no quarto. Como não foram encontradas as cápsulas nós acreditamos que eles foram mortos com disparos de um revólver, mas serão feitos exames em dois projéteis de pistola que foram encontrados no imóvel para apontar o calibre. Vamos analisar com calma e depois apontar um diagnóstico mais preciso”.

 

Vale ressaltar que em quatro dias de 2018, oito mortes violentas foram registradas pela Polícia em Sinop. Em todo Estado, é a cidade com maior número de assassinatos e por enquanto ninguém foi preso ou apreendido pelos crimes. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto