Sábado, 14 de Abril de 2018, 17h:30

Tamanho do texto A - A+

Galli quer proibir jogos de azar em programas de TV

Por: FELIPE LEONEL

O deputado federal Victorio Galli (PSL) apresentou um projeto de lei na Câmara dos Deputados para proibir “qualquer forma” de jogo de azar praticado em emissoras de televisão, “exceto” jogos da Caixa Econômica Federal (CEF).  Se aprovada, a lei vai alterar o decreto lei 9.215/46, do então presidente do Brasil, Eurico Gaspar Dutra.

  

Alan Cosme/HiperNoticias

victorio galli

 

Segundo o deputado federal, é grande o número de pessoas que ligam para programas de TV para responder uma pergunta especifica e concorrer a um determinado prêmio e chegam a ficar mais de 20 minutos ao telefone respondendo perguntas. Também acontece de a ligação cair misteriosamente.

 

“Telespectadores ligam de suas casas para acertar a pergunta do programa e passam horas para serem atendidos e quando são atendidos, perdem o maior tempo com enrolações até que a ligação cai e depois vem a conta de telefone do tamanho do prêmio oferecido”, destacou Galli na justificativa de seu projeto de lei.

 

De acordo com relatos de vítimas ao deputado federal, trata-se de “um golpe criminoso, rasteiro e ardil”, que compromete as finanças dessas pessoas. Além disso, não há regulamentos. Segundo Galli, o participante que fizer mais pontos é colocado no ar para tentar responder a pergunta e angariar o prêmio.

 

“Independente de regulamento ou não proponho acabar com esses tipos de estelionatos a fim de preservarmos as finanças e as famílias brasileiras desse mal que assola nosso povo”, afirmou.

 

Projetos polêmicos

 

O parlamentar já apresentou vários projetos polêmicos na Câmara dos Deputados. O mais recente trata-se da tentativa de proibir casais homossexuais e pessoas solteiras de entraram na fila de adoção. O projeto de lei 9.906/2018 afirma textualmente que só podem “adotar os casados ou com união estável entre homem e mulher”.  

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto