Quarta-Feira, 11 de Abril de 2018, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

"Taques tem de fazer documentário sobre obras", diz Gilmar Fabris

Por: FELIPE LEONEL

Os deputados estaduais Wilson Santos (PSDB) e Gilmar Fabris (PSD) saíram em defesa do governo Pedro Taques (PSDB) na sessão ordinária da Assembleia Legislativa (AL) nesta quarta-feira (11). Ao utilizar a tribuna da Casa de Leis, os parlamentares ressaltaram pontos positivos do governo e defenderam a Caravana da Transformação.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

gilmar fabris

 

Fabris disse também que o governador tem a "obrigação de fazer um documentário sobre o governo". "O doutor Pedro tem a obrigação de fazer um documentário, in loco, daquilo que ele fez. Tem a obrigação. É uma prestação de conta e a sociedade vai se assustar do que foi feito, vai se assustar", afirmou, após pedir aparte no discurso de Wilson Santos. 

 

Segundo Fabris, a deficiência de Taques é não ser da política, preferindo "fazer" e não ser simpático. Ainda de acordo com a avaliação de Fabris sobre a personalidade do chefe do Poder Executivo, Taques não é de ficar "dando beijinhos e abraçando gente". Ele defendeu a contratação de uma empresa, imediatamente, para produzir o documentário. 

 

"Precisa contratar para esclarecer à sociedade mato-grossense tudo aqui feito até a data de hoje ou até a data da produção desse documentário. Ele não é um político agradável, rir, mente, não faz nada, mas vive agradando", completou o parlamentar, integrante do PSD, partido que já declarou posição de independência em relação a Taques. 

 

"Não é o estilo dele, como também não é o estilo do ex-governador Blairo Maggi (PP), o Brasil não precisa disso. Precisa de atuação com seriedade e sem corrupção", disse. Ele ainda disse que o governador Pedro Taques pagou a Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores. "Com imagens, não tem palavras para superar e desmentir", afirmou.

 

Transformação

 

Alan Cosme/HiperNoticias

wilson santos

 

O deputado estadual Wilson Santos prometeu apresentar um projeto de lei para tornar a Caravana da Transformação em um programa de Estado permanente. Ele ainda elencou as escolas construídas pela gestão Taques, total de 43, além de o Estado ter reformado e pintado uma escola a cada oito dias, sendo cerca de 200 escolas pintadas e cerca de 150 reformadas.

 

“Quando o governador assumiu em 2015, existia apenas uma Escola Tiradentes aqui na Capital, construída pelo governador Vilmar Teles de Farias, em 1986. Somente uma. O governo Taques encerrará o seu primeiro mandato agora em dezembro com mais quatro novas escolas Tiradentes”, afirmou.

 

Ainda segundo Wilson Santos, Taques devolveu ao Estado de Mato Grosso os princípios da administração pública e não é corrupto. Além disso, o patrimônio atual declarado pelo governador Pedro Taques, segundo Santos, é menor do que o declarado quando tomou posse como governador do Estado de Mato Grosso.

 

“Isso é transformação, ver o governo recuperar dinheiro da corrupção e investir em escolas, em centros de reabilitação, na Saúde. Tem delatores na fila para devolver dinheiro aos cofres do Estado e o governador Pedro Taques não enriqueceu em um real o seu patrimônio pessoal. Hoje, após seu divórcio, vive em residência alugada”, finalizou Wison.  

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto