Sábado, 07 de Setembro de 2019, 10h:00

Tamanho do texto A - A+

Lentes de contato dental são minimamente invasivas e corrige imperfeições

Por: NATALIA BONFIM DELA COSTA

Reprodução

NATALIA BONFIM DELA COSTA

Você já deve ter se perguntado por que muitos famosos tem um sorriso perfeito. Ou, já deve ter desejado ter os dentes brancos e simétricos.

Hoje é possível qualquer pessoa ter os dentes perfeitos. As lentes de contato dentárias são tratamentos estéticos sofisticados, seguros e indicados nos casos em que se faz necessária a harmonização da forma, tamanho e cor dos dentes.

A lente de contato dentária é uma técnica quase idêntica à faceta de porcelana. A diferença fica por conta da ausência de desgastes dentários para adaptação dos laminados, fato que, ao mesmo tempo em que confere mais segurança ao tratamento, traz desafios para corrigir problemas e recuperar a harmonia do sorriso.

A diferença entre as técnicas é que a lente dentária tem entre 0,2 mm e 0,4 mm de espessura, enquanto as facetas normais têm pelo menos 1 mm. Pode se beneficiar também quem quiser aumentar o tamanho dos dentes, se forem separados como é chamado de diastema.

De acordo com dados apresentados pela Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética, o setor teve um aumento que ultrapassou no último ano, os 300%. A resposta para o crescimento do setor está na melhora da autoestima dos pacientes que fizeram o uso das lentes de contato dentárias, que trazem melhorias reais e notáveis no sorriso das pessoas que optam pela técnica.

A durabilidade das lentes dentárias pode chegar até 20 anos. Mas, para isso, é preciso tomar alguns cuidados, que passam desde a formação do odontólogo até a higiene bucal e a alimentação do paciente. Por isso, a necessidade de consultar um profissional capacitado é de extrema importância, pois, assim como as lentes podem contribuir para a saúde e aparência dos dentes, elas também podem ser prejudiciais à dentição quando colocadas de forma incorreta ou feitas com produtos de má qualidade.

Outro fator muito importante é que o paciente deve investigar a forma de trabalhar do profissional, se todos os aparelhos e equipamentos estão em perfeito estado e se a clínica se responsabiliza pelo serviço por ela realizado, o que é imprescindível para um atendimento de qualidade.

Outra coisa que não podemos esquecer é que a cárie é uma doença multifatorial que está relacionada com a dieta e higiene bucal do paciente, portanto o cuidado com a higiene diária e manutenção das lentes é essencial.

 

*NATALIA BONFIM DELA COSTA é cirurgiã-dentista, formada pelo Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), especialista em Ortodontia pela Associação Brasileira de Odontologia (ABO), atualizada em Estética Dental. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto








Mais Comentadas