Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 10h:19

Tamanho do texto A - A+

Os primos Gahyva

Alan Cosme/HiperNoticias

vinicius gaiva

 Promotor Vinicios Ghayva

 

Além dos Primos Taques (Pedro e Paulo, ex-governador e ex-chefe da Casa Civil), o julgamento do Caso Grampolândia na 11ª Vara da Justiça Militar de Cuiabá tem a presença também dos Primos Gahyva: Vinícios, promotor de Justiça, e Saulo, advogado - ambos também já foram cunhados. Indagado por jornalistas se não se considera suspeito por essa razão, o promotor Vinicios Gahyva disse que não, "até porque parente a gente não escolhe". Saulo Ghayva é o advogado do coronel Ronelson Barros - cuja absolvição já foi requerida pelo MP por insuficiência de provas contra ele. Procurado pela coluna, Saulo Gahyva preferiu quis se pronunciar sobre as declarações do primo.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1



1 Comentários

Crítico - 17/07/2019

Agora está esclarecido os Gayvas defendendo seus amigos. VERGONHA NACIONAL. Esse promotor tinha que se dar por suspeito.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA