Sábado, 10 de Fevereiro de 2018, 14h:34

Tamanho do texto A - A+

Contra a dignidade humana

Algumas empresas que fornecem serviços, equipamentos e medicamentos para a Secretaria de Saúde de Cuiabá estavam ameaçando paralisar as atividades em pleno carnaval. Elas alegavam que a Prefeitura de Cuiabá está atrasando os pagamentos em mais de 90 dias. Ocorre que, de acordo com o procurador-geral do Município, Nestor Fidelis, não há nenhum registro de contas a pagar das 19 empresas em questão. Restou ao município ingressar com uma ação na Justiça de forma preventiva e evitar a paralisação dos serviços. A liminar foi concedida pelo juiz Agamenon Alcântara Moreno Júnior, da 3ª Vara de Fazenda Pública de Cuiabá. Caso as empresas ousarem descumprir a liminar, poderão ser multadas em R$ 10 mil por dia. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei